quinta-feira, janeiro 5

Vai já passar - Quinteto Tati

Guarda alguns sonhos, meu bem,
Dos que não caem no chão,
Dos que não partem nas horas de solidão.

Guarda a criança, meu bem,
Nas linhas claras da mão,
Onde vozes cantem, espantem, a escuridão.

E enquanto é cedo,
Brincam os dias,
Pouco importa fora das fantasias.

Quando algum medo,
Estrela vazia,
Deixar sem segredo toda a poesia,
Não te aflijas que tudo vai já passar,
Meu bem.

Vai já passar: eu sei.

Guarda-te bem, meu bem,
Que o bem é pouco e já vem
O quem é quem
O tem, não tem,
O mundo inteiro e o ninguém.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial