sexta-feira, março 26

O sonho? Lembrei-me! Que estranho!
O sonho é... não sei... O que é? É o que nunca foi, decerto. É o que não tem definição, o que não é verdade.
Será verdade? Por mais que tente já não entendo nada...
Procuro o absoluto? Será? Procuro-te, procuro-me. Quem seremos? Anjos, demónios? ( não há meio-termo).
Procuro o meio-termo? Procuro o meu tudo, procuro o que não tem equivalente e eu sei que existe... Existe?
Procuro aquilo que está perto de mim, procuro a felicidade.
Existes?

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial