quinta-feira, agosto 16

As minhas viagens de comboio não são suficientemente longas

Ando há alguns meses a ler o Morte a Crédito do Céline e ainda estou na página 490. Sendo que a totalidade da coisa é 532 e apenas o leio no trajecto casa-trabalho/trabalho-casa, tenho a dizer que as minhas viagens de comboio não são suficientemente longas.

«Merda! Agora é que eu estava a ver... Merda! A idade, não há pior sacanice que isso... E as crianças são como os anos, nunca mais os tornamos a ver.»

Etiquetas: ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial