quinta-feira, abril 20

espero-te para o Armagedão. não, não te apresses. temos tempo. entretanto, um sorriso arrebitado rumo ao norte. que tal vai o Mercedes? eu desde ontem que tenho ouvido os Scorpions e causado arrepios aos vizinhos. (quem quiser, aqui tem umas poucas, com a gentileza JP). não me perguntes porquê. sei lá porquê. só sei que tenho prometido um abraço ao som da Wind of change e isso parece-me bem.
vês por aí o Peste ou vens fazer-me companhia entre as cortinas vermelhas do Maxime? tenho de saber se há lá groselha. tu e a groselha, diz o outro com ar maroto. o Mercedes tem groselha? devias perguntar para saber se vale a pena lá ir.

3 Comentários:

Às 12:58 da tarde , Blogger sandra disse...

o Maxime tem tangos, mas são feitos com cerveja Sagres e são MAUS!!!!

de resto, lot of fun, fumo, veludo e aventuras várias

%-)

 
Às 1:00 da tarde , Blogger sandra disse...

não tocaram a HT2:

http://beta.yousendit.com/transfer.php?action=download&ufid=69AB0C4C0BBF6BCB

mas rockaram e muito.

Chupa aqui ^^

 
Às 3:55 da tarde , Blogger ileee disse...

Nem te sabia tão desenvergonhada pelo peste... mas este é um daqueles sentimentos q devem bem valer a pena :) o teu relato n desmente. O armagedão circula por linhas de restreio, qual um relógio solto, perdido de um braço qualquer... o tempo n é o inimigo. As saudades é q são bem mais preocupantes, miss you!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial